O senso de espiritualidade e a tristeza

O senso de espiritualidade e a tristeza.

O sentimento de tristeza nem sempre é prejudicial.
Ele pode amadurecer o espírito, fortalecê-lo e
ajudar a redefinir direções,
mostrando lados antes não notados.

A tristeza será negativa sim, quando alimentar a amargura e raiva.
Podemos sair da tristeza em direção à introspecção,
rumar em direção ao crescer e
... sairmos da experiência melhores que entramos,
... ou então, podemos cair num abismo...
da amargura e mau humor...
e aí nos machucar;
então, daí será mais difícil sair,
mas sair será questão de tempo ...
mesmo que aparente durar muito.

O conhecimento correto,
quando levado ao coração,
pode transformar sentimentos e
ativar o senso de espiritualidade.
Inspirar o coração é o caminho mais eficaz para sair da tristeza.

O senso de espiritualidade nos ajuda a inspirar o coração.
Ele funciona como uma bússola, que pode nos apontar ganhos, que agradeceremos no futuro;
enquanto o senso materialista transformará benefícios ocultos em queixas que inquietam a alma,
impedindo-a de colher ganhos que nos proporcionariam evolução e poder espiritual.

O senso de espiritualidade, quando ativado,
mostra-nos que momentos de dor ou de tristeza, de incertezas ou de angústia,
fazem parte de nossa aprendizagem
.
Esses momentos, como sementes que um dia afloram em nós a percepção do bem e do belo, do bom e do justo,
fazem parte de nossos acertos - futuros.

A solidariedade humana se fortalece ao respeitarmos os sentimentos das pessoas.
Em parte, muito desse respeito nasce de nossas próprias experiências, inclusive as mais dolorosas.
Mas, a verdadeira solidariedade se dá quando auxiliamos pessoas a transformarem esses sentimentos em aprendizagem;
promovendo a ascenção de sentimentos de esperança e amor, de fé e calma interior.

O senso de espiritualidade nos atrairá ao que é benéfico,
ao que é saudável, às ajudas e soluções e ao estado de calma interior.
O senso de espiritualidade nos atrairá ao estado de amor íntimo e amor a Deus, naturalmente.
Alimentar esse senso depende de cada um de nós e de nossas escolhas.

O momento é o de fortalecer a espiritualidade, do seu jeito, em seu ritmo,
abrindo as portas ao amor e à fé em Deus.
Em seu íntimo,
identificar as melhores escolhas em sua vida, será resultado desse processo.

Texto: Herbert Santos Silva
Site: intuicao.com
Imagem: pixabay

Enviar por e-mail Enviar por e-mail