Por que ser esportista ou atleta vegetariano?

Por que ser esportista ou atleta vegetariano?

Por Priscila di Ciero
Pesquisas mostram que, dentre os motivos, estão:
- A necessidade por uma dieta rica em carboidratos (relevante para atletas e praticantes de atividade física por disponibilizar substrato para uma melhor síntese de glicogênio);
- Razões filosóficas, religiosas e até econômicas.

De acordo com a Associação Dietética Americana (2003), dietas vegetarianas oferecem muitos benefícios nutricionais, como baixa ingestão de gordura saturada e colesterol, e alta ingestão de carboidratos, fibras dietéticas, magnésio, potássio, folato, antioxidantes (como as vitaminas C e E) e fitoquímicos. Entretanto, Sabate (2003) cita que uma dieta vegetariana desequilibrada ou restritiva, particularmente em situações de altas demandas metabólicas (como durante o exercício), pode provocar deficiências nutricionais caso não seja bem planejada e balanceada. Esse desequilíbrio, na realidade, pode ocorrer em qualquer dieta, inclusive na onívora. Por isso, antes de pensar em mudanças em seu cardápio, consulte sempre um profissional habilitado.

Performance Atlética em Vegetarianos

Pesquisas experimentais em humanos indicam que vegetarianos e não-vegetarianos apresentam capacidade aeróbica semelhante. Quanto ao desempenho em atividades de força e potência, as pesquisas são escassas, mas também não apontam diferenças significativas. Na prática, esportistas e atletas ovo-lacto-vegetarianos alcançam facilmente hipertrofia, caso associa-se treino específico e descanso necessário – fundamentais para resultados efetivos também nos onívoros.
Baseado em alguns artigos, dietas vegetarianas bem planejadas – balanceadas e variadas – parecem ser efetivas para garantir bom rendimento esportivo. Porém, há poucos estudos bem controlados que avaliem os efeitos de dietas vegetarianas na performance de atletas e esportistas. Mais pesquisas, inclusive as de âmbito nacional, são necessárias para que conclusões possam ser endossadas.

RECUROS ERGOGÊNICOS NUTRICIONAIS

A indicação de suplementos é uma importante ferramenta que, em situações específicas, pode auxiliar no desempenho atlético e suprir planos dietéticos deficientes em determinado nutriente. Entretanto, é de fundamental importância alertar sobre a real necessidade desse tipo de estratégia por parte dos atletas, esportistas e treinadores que insistem no seu consumo.
Para averiguar a necessidade dessa manipulação dietética, é importante consultar um nutricionista esportivo.

Alguns atletas vegetarianos famosos:

Carl Lewis (atletismo-vegano)
Dave Scott (vegano – 6x vencedor do Ironman)
Éder Jofre (pugilista)
Martina Navratilova (tênis)

Dicas úteis:
Hidrate-se adequadamente, especialmente se você faz exercícios ao ar livre. Água de coco e bebidas esportivas podem ser úteis em exercícios prolongados Ou em dias muito quentes;
O descanso é fundamental para que se atinja os resultados esperados com o exercício físico regular;
Nunca se exercite em jejum com intuito de emagrecer. Pode ser uma prática perigosa e pouco produtiva;
Para evitar catabolismo (=perda) muscular, alimente-se antes e logo após a atividade física;
Coma sempre 1 castanha-do-Pará ao dia para suprir necessidade de selênio: mineral antioxidante importante para a saúde e para atividade física;
Frutas, verduras e legumes devem aparecer no cardápio do esportista/atleta diariamente, lavando-se bem e os variando para obter maior aporte de nutrientes e fitoquímicos;
• Somente utilize suplementos esportivos se orientados por um profissional especializado.

Leia também o post Diário de uma triatleta ovolactovegetariana
http://www.prisciladiciero.com.br/
Foto: disponibilizada por pixabay

Enviar por e-mail Enviar por e-mail