O poder quântico das palavras

O poder quântico das palavras.


De acordo com os conceitos da física quântica, “colapsar” significa conjugar diversas energias juntas – de uma vez.

Um bloco de letras tem a capacidade de colapsar diferentes energias através dos sentidos que expressam ou contêm.

Podemos ver que há alguns blocos básicos de palavras, que congregam tipos de energias distintas. Basicamente vemos dois tipos de grupos de energias. Um que é vitalizador e outro que é desvitalizador.

Os dois tipos de energias estão pairando nos ares e em nossas vidas. Eles existem dentro de cada pessoa, num nível mais alto ou mais baixo. Alguns expressam mais a energia de um grupo, outros do outro grupo.

Quanto às energias que estão dentro da pessoa, o importante não é represar um tipo de energia, deixando-o preso dentro de si. Isto não transforma aquela energia.
A sugestão é criar um canal de comunicação que possibilite a transmutação do tipo negativo de energias - em energia que traga benefícios a si, aos outros e à natureza.
Um exercício sugerido é este: utilizar as palavras do grupo Vitalizador como agentes ativos e as desvitalizadoras como agentes passivos, a serem conduzidos na relação.

No dia a dia, em meio às ações, basicamente há 3 possibilidades reais:
Uma é seguir a tendência e usar as plavras sem perceber suas influências em você e em seu ambiente.
Neste caso a pessoa será um agente passivo de sua própria criação.
Outra opção é a de manifestar só o positivo, ignorando e reprimindo o negativo. Uma hora ou outra a energia negativa pode romper os bloqueios e o que ocorrerá é que a pessoa deixa um extremo e vai para o outro.

E há a terceira opção, proposta aqui para ser experimentada, que implica em criar um canal de comunicação que fará uso de ambos os grupos de energias, só que de maneira a ativar o lado positivo e transformar o negativo, criando uma fusão energética de modo a imperar o lado vitalizador. Exemplo?
Veja os conjuntos abaixo e perceba algumas das palavras de cada grupo.

O Poder quântico das Palavras
Grupos de energias

Vitalizadoras: palavras usadas que estejam relacionadas ao bem, ao bom e ao justo como, por exemplo, Perdoar, Libertar, Crer, Idealizar, Curar, Manifestar, Atrair, Conceber, Conceder, Atrair, Expressar Amor, Harmonia, Verdade, Objetivos, Vitória, Luz, Maestria, Dons, Bom, Bem

Desvitalizadoras: palavras usadas em frases de criticismos sem apontar soluções, hábitos de queixar-se sempre com alguma coisa, palavras relacionadas a pensamentos ou ações de Prejudicar, Magoar, Machucar, Temer, etc.

Para perceber mais claramente o que está sendo proposto aqui, não se apegue às palavras, mas ao sentimento que elas carregam junto. No caso, estas são apenas algumas palavras para exemplificar o conceito. Há também as Crenças e Paradigmas positivos e Crenças e Paradigmas negativos, mas em geral, hábitos são criados e alimentados e a pessoa pode nem perceber que está sendo um agente passivo de hábitos que ela mesma pratica. Um exemplo comum disso, é o hábito de queixar-se de tudo, ou de criticar tudo. Aos poucos a pessoa deixa de ver o lado bom das coisas e mesmo naquilo que merece uma reforma ou revisão, ela fica limitada a criticar, deixando de alimentar a energia que poderia regenerar aquilo que ela está percebendo como negativo ou prejudicial

Um exemplo claríssimo que pode servir de modelo de como ser, que passou por esse planeta, foi Jesus Cristo, que através da energia do amor e de leis por ele a nós traduzidas simplesmente como: 'Amarmos a Deus acima de todas as coisas' e de 'Amarmos o próximo como a nós mesmos' e, nos dizendo para, antes de fazermos ou pensarmos algo sobre alguém, pensarmos se gostaríamos de receber aquilo que estamos dando à pessoa, sejam palavras ou pensamentos. O fato é que ele conseguiu sempre transmutar tudo que era negativo em positivo, de maneira que seus ensinamentos, apesar de simples, são de grande profundidade e poder - o que reflete toda sua sabedoria. Ainda hoje, esforços verdadeiramente transformadores são requeridos daqueles que tentam praticar aqueles ensinamentos.
Por que tantos esforços são requeridos? Pela simples razão de termos nos desviado de nossa natureza original de amor e paz, e de termos confundido nossos veículos - os corpos, com nós mesmos, seres de luz - espíritos, que dão vida ao corpo.

O fato é que , usando da energia do amor, podemos dar exemplos de utilização de ambos os grupos de energia de maneira pró-ativa; de sua parte, traduza como quiser, mas seguem algumas possibilidades.
Você simplesmente pode dizer:
‘Eu libero as mágoas de qualquer pessoa que um dia tentou me prejudicar.’
Análise: De um lado você utilizou a palavra Libertar – que é vitalizadora e de outro você desrepresa a energia da mágoa. Estabeleceu uma relação entre os grupos, mas de maneira totalmente positiva.

Outro exemplo:
‘Eu me ligo em coisas que sinto serem benéficas, mesmo no que tange a problemas, obstáculos ou dificuldades eu me ligo nas soluções e no que pode ser feito de bom naquela seara.’
Um relação benéfica foi estabelecida. Funciona como se peso fosse tirado da pessoa.
Vale lembrar que o poder de influência das palavras é grande, e começa pela própria pessoa que as emite.

Não é que a pessoa irá ignorar o negativo. Ao menos não irá aumentar sua influência e além disto abre a porta para um novo padrão de energia assumir seu papel em sua vida.

De acordo com os grupos de palavras e sua prática, energias são liberadas e expressas nas vidas de cada um de nós. A ideia é perceber que você é o próprio condutor de suas experiências. Conforme o grupo de energia que você libera, você ativa sua consciência naquele sentido.
No fundo, você é quem atrai o que é bom ou não para você.

Texto de Herbert Santos Silva
site http://intuicao.com

Enviar por e-mail Enviar por e-mail