O desabrochar da natureza divina

O desabrochar da natureza divina.

Certamente um desejo puro habita o coração da humanidade.
Mesmo que, no momento atual, ele não esteja aparente na consciência de muitos, permitir que a natureza divina se manifeste é o desejo mais profundo e mais antigo que habita cada um dos seres humanos.
Com o desabrochar desse sentimento da natureza divina, a vida torna-se mais bela e o planeta mais habitável.

São luzes que se acendem e ajudam a iluminar o caminhar da humanidade!
A sugestão é a prática do silêncio, da meditação e da conversa coração a coração consigo mesmo .
A aproximação do ser consigo mesmo o remete a aproximar-se de Deus, independente de fatores externos.
Minimizar o uso da razão ou da mente reflexiva induz à percepção de seus sentimentos mais belos.
Dar espaço à paz interior e deixá-la simplesmente fluir é uma boa experiência.
Deixar a paz fluir em seu corpo físico, no coração, no cérebro, nos órgãos e células de seu corpo físico concede chances à alma de se fortalecer e se manifestar.
Cultivar a atenção à respiração é importante para este processo.
Respirar sem pressa, deixando o ar chegar ao diafragma, deixando-o repousar alguns segundos ali, antes de expirar também lentamente, faz com que a mente se acalme de forma natural.
Não ter pressa com resultados, nem criar expectativas e usar um tempo diário concedendo-se um descanso, tanto físico como espiritual é requisito mínimo a quem tem consideração por si próprio! Você tem direito a este descanso!
Assim, a natureza divina, de maneira simples e natural poderá ter espaço para se manifestar.

Autor: Herbert Santos
Livro: Intuição.com – Reflexões Para Viver uma Vida Melhor
site http://intuicao.com
Foto: disponibilizada pelo banco de imagens Pixabay

Enviar por e-mail Enviar por e-mail