Diferentes especialidades

Diferentes especialidades.

Quem se dá melhor na água: o nadador de superfície ou o mergulhador?
Aquele que fica na superfície pouco vê dos segredos, tesouros e belezas que residem nas profundezas.
Aquele que fica nas profundezas pouco vê o sol, as mudanças do cenário exterior e pouco experimenta da brisa que sopra na superfície.
O segredo está, não na resposta, mas na pergunta.
Os dois podem se dar bem e estar muito satisfeitos com suas especialidades: o erro é querer saber o que é melhor.
Existe o melhor?
Sim: mas o melhor para cada um.
O erro é querer comparar e competir.
Cada um tem sua especialidade: se houver respeito e admiração, ambos se darão melhor. Se houver disputa, nunca haverá um vencedor: os dois sempre perderão.
Muitos perdem o senso das especialidades próprias e, dando origem a comparações, confinam-se em pequenos mundos criados por eles próprios, perdendo o senso da grandeza de suas vidas e tendem a nunca chegar a lugar algum.
E mesmo sendo muito bons em algumas coisas deixam de saboreá-las como presentes recebidos a cada dia, simplesmente pelo ato de comparar.
Considerando algo melhor, algo mais estará sendo considerado pior, e a energia sublime do positivo, do belo, da plenitude, da satisfação estará sendo dividida com outro tipo de energia que não é positiva.
No mundo da razão, uma divisão de positivo por negativo resulta em negativo, quaisquer sejam os valores.
A comparação é como uma divisão deste tipo: sempre resultará em negativo.
O melhor está na alma, na intuição e no ato intuitivo.
O melhor está dentro de si, no sentimento de quem vê e não “naquilo” que é visto, seja na superfície ou nas profundezas.


Texto: herbert santos silva
site http://intuicao.com

Foto: Imagem de chamada para o excelente Filme 'IMENSIDÃO AZUL' (THE BIG BLUE / LE GRAND BLEU)de Luc Besson com ótima música Eric Serra e estrelado po Jean-Marc Barr, Jean Reno e Rosanna Arquette. Aliás, Vale a pena ver este filme

Enviar por e-mail Enviar por e-mail