Cores no Feng Shui – Parte III

Cores no Feng Shui - Parte III.

Este artigo dá seguimento aos dois artigos sobre cores publicados anteriormente aqui no site INTUICAO.COM, mas pode ser lido sem ter visto os anteriores ainda. A abordagem aqui feita está relacionada à aplicação de cores utilizando-se a ferramenta de harmonização: Feng-Shui. É a continuidade do artigo Cores no Feng Shui – Parte II.


Visão Essencial

No que se refere a cores a regra geral é: sempre buscar a harmonia!

Conceito geral

As cores podem ser classificadas em dois grupos: cores frias e cores quentes

Espectro do arco-íris

A abrangência das cores se enquadra no espectro do arco-íris, podendo apresentar uma infinidade de tonalidades e nuanças, mas basicamente são sete as cores visíveis para serem trabalhadas:

Vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta.
O preto é a ausência das cores
O branco contém todas as cores.

Em termos gerais, algumas das considerações em relação às cores são:

Azul ajuda a purificar (pode ser um pouco frio) ou
Verde ajuda a desinfetar
Amarelo (pode incentivar o desenvolvimento do aspecto intelectual, conhecimento, acelerar a velocidade a mente) ou branca.
Branco, gelo (contém todas as cores)
Vermelho ajuda a excitar
Violeta auxilia na transmutação e inspira espiritualidade.

Tetos

Podem-se fazer analogias e nisto pode-se pensar o teto como sendo a cabeça do corpo, assim sendo a cor indicada para os tetos pode ser a branca, por onde entra a energia cósmica.

Ambientes profissionais

Na grande maioria dos casos, sugerem-se tons claros para as cores escolhidas.
Conforme o ramo de atividade pode-se intuir a melhor cor a ser utilizada.

Banheiros

Dois aspectos são importantes num banheiro: a limpeza e a eliminação do inútil.
Assim sendo a cor verde pode ser inserida (auxilia a desinfetar) assim como o azul (auxilia a purificar).
O creme ou branco, gelo podem ser inserido também (que contém várias combinações de cores).

Preto

O preto, sendo a ausência de cores, na verdade absorve as outras cores.
Em excesso, pode criar ambiente depressivo.
Seu uso deve se restringir como limite, borda ou emoldurando outras cores.
Preto demais em um ambiente diminuirá a energia física.
Na psique faz o papel de sombra, o personagem oculto.
Seu uso deve ser em quantidades adequadas, assim como a água e azul escuro.
Representa a ausência de cores.
O “dark” sugere um estado fechado consigo mesmo, onde não se dá nem se recebe, não demonstra interesse em participar de conversas ou grupos onde há a exposição que acontece na interação entre dar e receber.

Branco

Representa a integração entre todas as cores.
A cor da paz e da harmonia interior.
Representa o estado onde se dá e se recebe.

Colorido

O uso de cores fortes representa um estado “aberto” à vida.
Receptivo aos ensinamentos e interações com as pessoas e situações.
Inspira a visão de estar bem com a vida.
Relaciona-se com a criatividade.

Saúde

Cores frias para quem está com febre, ou muito excitado ou “elétrico” ou pessoas nervosas.
Cores quentes para pessoas tristes ou sem energia.

Contra indicações

Conforme o temperamento de quem habita o ambiente, sugere-se utilizar cores que geram o equilíbrio e não que aumentem o excesso ou aniquilem o pouco que existe em termos energéticos.

No geral, para aqueles que se interessam em fazer aplicações de cores baseadas no Feng Shui, sugere-se a consulta junto à algum consultor de Feng Shui. Há muitos que se dedicam aos estudos da harmonização de ambientes.
Mas, no geral, ficam aí, algumas dicas gerais sobre o tema.

Autor: Herbert Santos Silva
Extratos do Livro: Harmonia no Ambiente - Para Viver uma Vida Melhor
site http://intuicao.com

Enviar por e-mail Enviar por e-mail