Acessando o portal da vida

Acessando o portal da vida.


A beleza deve nos emocionar, devemos brilhar e expandir a luz da felicidade íntima,
o tipo de felicidade que nos sintoniza com a energia da vida.
Falar com o sol e sorrir - com o coração e com os olhos.
Falar com a lua e apreciá-la - com os sentimentos.

Comungar com o viver é fazer das coisas simples, especiais, é descobrir o belo no comum, é renovar o que é velho, mesmo nos cenários mais comuns e habituais.
Se observarmos o que nos rodeia, veremos o novo e o velho, o nascer e o morrer, o criar e o destruir.
O ciclo divino se manifesta na transformação.

O dinamismo nutre a arte de viver.

Viver para sempre não está relacionado apenas com a continuidade de um processo, mas sim, com a intensidade e qualidade com que vivemos diferentes processos.
Um momento se faz eterno se vivido com pleno amor e felicidade.
A nossa interação com o momento o faz eterno se a eles damos vida, de forma genuína.
Se o artificializamos, tiramos dele o que é mais especial - sua vida.

O momento é uma criação nossa, ou a ele damos vida ou o matamos.
Transcender o convencional se faz necessário.
Isso se traduz em viver uma vida plena, não apenas uma vida comedida e planejada, mas uma vida redescoberta e recriada a cada momento.
No congratular-se com o inesperado, ali expressar a luz, comungar com a luz e com o brotar do novo, ali estará a energia da cocriação.
O êxtase acontece na integração plena das energias divinas que permeiam o momento.
O segredo está em acessá-las.
Para isso a harmonia interior, a experiência do amor incondicional, de paz interior devem estar manifestas, tanto nos corações como nas mentes.
Esta é uma chave, simples e maravilhosa que nos capacita a transcender a vida burocrata e a vida comedida.
O respirar será pleno, profundo e regenerador.
As emoções estarão manifestas, no auge de nosso potencial criativo.
Viver em plenitude é possível...e necessário.

Dar qualidade a nossas emoções é algo que uma alma feliz desenvolve naturalmente, sem grandes esforços.
Quando estamos felizes, cada célula de nosso corpo vibra em felicidade.
A felicidade interior é a rampa de acesso para um vida plena.
Ela é a porta que se abre para sermos intuídos pelo que é elevado.

Acordar e lembrar-se de Deus e de que somos seres falíveis sim, mas imortais como almas que somos,
habitando um corpo físico no caminho da aprendizagem e do amadurecimento espiritual;
congratular-se com o dia que começa, dando bom dia ao céu e às nuvens, às arvores e às flores, às pessoas e aos pássaros, ao gramado e às águas, sejam do lago, dos rios ou do mar, faz diferença sim!
Somos nós que estabelecemos nossas conexões e com o que queremos sintonizar.

Traçar um caminho que sabemos ser o melhor para nos conduzir a Deus e para experimentarmos paz interior é uma questão de escolha íntima; que nos encaminhará à grande maravilha da vida, que reside em saber acessá-la no que ela tem de mais genuíno; esta é a nossa primeira e mais importante lição.

Autor: Herbert Santos Silva
Livro: A Mente Saudável - Para Viver uma Vida Melhor
site http://intuicao.com

Enviar por e-mail Enviar por e-mail